KAYO AMADO – DÓI, APENAS DÓI.

19/04/2017 – Não há muito o que dizer. Resta apenas lamentar. A morte do jovem Gabriel Aquino Muniz de Souza chocou a todos nós. Pela sua juventude, pela barbárie, pela história de uma vida que, assim como de muitos outros jovens em nosso país, se foi, ao voltar pra casa, ao deixar a escola, ao chegar do trabalho, ao sair à noite. Dói, apenas dói.
Poderíamos teorizar sobre soluções quanto a segurança pública e reforçar tantas que já apresentamos.
Mas, neste momento, me reservo apenas a desejar força aos familiares e amigos.
Um jovem, assim como eu, um jovem. Como não se ver numa história dessas? Toda paz, Gabriel. Vá em paz, garoto.